Filmes por gênero

CINEMA, ASPIRINAS E URUBUS (2005)

imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Movies, Aspirin and Vultures (USA)
Cine, aspirinas y buitres (Argentina)
Cinéma, aspirines et vautours (França)
Kino, Aspirin und Geier (Alemanha)
Sinema, aspirines kai ornea (Grécia)
Kino, aspiryna i sepy (Polônia)
Фильмы, аспирин и хищники (Rússia)
Pais: Brasil
Gênero: Aventura, Drama
Direção: Marcelo Gomes
Roteiro: Marcelo Gomes, Paulo Caldas, Karim Ainouz
Produção: João Vieira Jr., Maria Ionescu
Design Produção: Marcos Pedroso
Música Original: Tomaz Alves Souza
Fotografia: Mauro Pinheiro Júnior
Edição: Karen Harley
Direção de Arte: Marcos Pedroso
Figurino: Beto Normal
Maquiagem: Marcos Freire
Efeitos Sonoros: Márcio Câmara, Rodrigo Ferrante, Beto Ferraz
Nota: 8.6
Filme Assistido em: 2007

Elenco

João Miguel Ranulpho
Peter Ketnath Johann
Daniela Câmara Neide
Hermila Guedes Jovelina
Madalena Accioly Mulher da cobra
Jeane Alves Mulher amamentando
Verônica Cavalcanti Maria da Paz
Jorge Clésio Funcionário dos Correios
Lúcia do Acordeon Sanfoneira
Mano Fialho Caçador
Francisco Figueiredo Rapaz na Estrada
Paula Francinete Lindalva
Sandro Guerra Homem da cobra
Nanego Lira Funcionário da Estação Ferroviária
Zezita Matos Mulher da galinha
Osvaldo Mil Claudionor Assis
Fabiana Pirro Adelina

Prêmios

Grande Prêmio Brasileiro de Cinema, Brasil

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Direção (Marcelo Gomes)

Prêmio de Melhor Roteiro Original (Marcelo Gomes, Paulo Caldas, Karim Aïnouz)

Prêmio de Melhor Fotografia (Mauro Pinheiro Jr.)

Prêmio de Melhor Edição (Karen Harley)

Festival de Cinema de Cuiabá, Brasil

Prêmio Coxiponé de Melhor Ator (João Miguel)

Prêmio Coxiponé de Melhor Filme (Marcelo Gomes)

Prêmio Coxiponé de Melhor Produção (Sara Silveira, Maria Ionescu, João Vieira Jr.)

Festival do Cinema de Guadalajara, México

Prêmio Mayahuel de Melhor Ator (João Miguel)

Prêmio Mayahuel de Melhor Filme (Marcelo Gomes)

Festival do Cinema Latinoamericano de Lima, Peru

Prêmio de Melhor Primeiro Trabalho (Marcelo Gomes)

Prêmio dos Críticos - Menção Especial (Marcelo Gomes)

Festival de Cinema de Mar del Plata, Argentina

Prêmio de Melhor Filme Ibero-Americano (Marcelo Gomes)

Prêmios Contigo do Cinema, Brasil

Prêmio do Juri de Melhor Ator (João Miguel)

Prêmio do Juri de Melhor Direção (Marcelo Gomes)

Prêmio do Júri de Melhor Roteiro (Marcelo Gomes, Paulo Caldas, Karim Aïnouz)

Prêmio do Júri de Melhor Fotografia (Mauro Pinheiro Jr.)

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio do Sistema nacional de Educação (Marcelo Gomes)

Prêmios Guarani, Brasil

Prêmio Guarani de Melhor Ator (João Miguel)

Prêmio Guarani de Melhor Roteiro Original (Marcelo Gomes, Paulo Caldas, Karim Aïnouz)

Prêmios Qualidade

Prêmio Qualidade de Melhor Direção (Marcelo Gomes)

Prêmio de Melhor Filme

Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro

Prêmio Première Brasil de Melhor Ator (João Miguel)

Prêmio do Júri Especial (Marcelo Gomes)

Festival de Cinema do SESC, Brasil

Prêmio do Público de Melhor Filme (Marcelo Gomes)

Prêmio do Público de Melhor Direção (Marcelo Gomes)

Prêmio do Público de Melhor Ator (João Miguel)

Prêmio da Crítica de Melhor Filme (Marcelo Gomes)

Prêmio da Crítica de Melhor Direção (Marcelo Gomes)

Prêmio da Crítica de Melhor Ator (João Miguel)

Associação dos Críticos de Arte de São Paulo

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Fotografia (Mauro Pinheiro Jr.)

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Brasil

Prêmio da Crítica - Categoria Internacional (Marcelo Gomes)

Prêmio do Júri Internacional de Melhor Ator (João Miguel)

Prêmio do Júri Internacional (Marcelo Gomes)

Prêmios ABC, Brasil

Troféu ABC de Melhor Fotografia de Longa-Metragem (Mauro Pinheiro Jr.)

Indicações

Prêmios ABC, Brasil

Troféu ABC de Melhor Direção de Arte (Marcos Pedroso)

Troféu ABC de Melhor Edição (Karen Harley)

Prêmios ACIE, Brasil

Prêmio ACIE de Melhor Filme (Marcelo Gomes)

Prêmio ACIE de Melhor Fotografia (Mauro Pinheiro Jr.)

Festival Internacional de Cannes, França

Prêmio "Un Certain Regard" (Marcelo Gomes)

Grande Prêmio Brasileiro de Cinema, Brasil

Prêmio de Melhor Ator (João Miguel)

Prêmio de Melhor Som

Prêmio de Melhor Atriz (Hermila Guedes)

Prêmio de Melhor Figurino (Marcos Pedroso)

Prêmio de Melhor Maquiagem (Marcos Freire)

Prêmio de Melhor Trilha Sonora (Tomaz Alves Souza)

Festival do Cinema de Guadalajara, México

Prêmio Mayahuel de Melhor Ator (Peter Ketnath)

Festival de Cinema de Mar del Plata, Argentina

Prêmio de Melhor Filme - Competição Internacional (Marcelo Gomes)

Prêmios Guarani, Brasil

Prêmio do Público de Melhor Filme (Marcelo Gomes)

Prêmio Guarani de Melhor Fotografia (Mauro Pinheiro Jr.)

Prêmio Guarani de Melhor Filme (Marcelo Gomes)

Prêmio Guarani de Melhor Diretor (Marcelo Gomes)

Prêmios Qualidade

Prêmio Qualidade de Melhor Ator (João Miguel)

Prêmio Qualidade de Melhor Atriz Coadjuvante - Rio de Janeiro (Hermila Guedes)

Festival de Cinema do SESC, Brasil

Prêmio da Crítica de Melhor Filme (Marcelo Gomes)

Prêmio da Crítica de Melhor Direção (Marcelo Gomes)

Prêmio da Crítica de Melhor Ator (João Miguel)

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Brasil

Prêmio do Júri Internacional de Melhor Ator (João Miguel)

Prêmio do Júri Internacional de Melhor Longa-Metragem (Marcelo Gomes)

Sinopse

Em 1942, um solitário alemão, Johann, viaja em seu caminhão pelos sertões áridos do nordeste brasileiro.  Nos pequenos vilarejos por onde passa, arma uma tenda onde promove as aspirinas que carrega em seu caminhão, utilizando-se de filmes promocionais sobre a última novidade farmacêutica do laboratório alemão, Bayer.  Terminada a projeção, os ingênuos espectadores fazem filas para comprarem o milagroso medicamento que promete o fim de todos os males.

Na estrada, Johann dá carona a Ranulpho, um sertanejo que pretende fugir da aridez sem perspectivas do sertão, a fim de tentar uma vida melhor no Rio de Janeiro.  Enquanto viajam pelas desertas estradas de terra, Ranulpho vai aos poucos se deslumbrando com a vida de Johann e termina chamando para si o título de ajudante do alemão.  Assim, com o passar dos dias, os dois homens desenvolvem uma sincera e próxima amizade.

No final de agosto , o Brasil declara guerra à Alemanha após vários navios nacionais terem sido torpedeados no litoral nordestino por submarinos nazistas.  Como conseqüência, várias indústrias e empresas comerciais alemães, ou ligadas aos interesses alemães, são fechadas, bem como, seus proprietários e gerentes presos.  Nesse contexto, Johann tem que decidir entre voltar para a Alemanha e permanecer no Brasil em um campo de prisioneiros.

Por sugestão de Ranulpho, entretanto, ele prefere tentar fugir para a Amazônia e se misturar aos imigrantes nordestinos que trabalham em seringais na tarefa de extração da borracha.  Assim, o alemão se vê obrigado a queimar seus documentos e embarcar num trem de retirantes com destino à Fortaleza, de onde seguirão de navio para a Amazônia.

Antes de partir, Johann entrega as chaves de seu velho caminhão para Ranulpho.  Diante de tamanho presente, o nordestino deixa de lado seus projetos de fugir da seca e de tentar uma vida nova no Rio de Janeiro.

imagem

Comentários

Baseado numa estória de Ranulpho Gomes, "Cinema, Aspirina e Urubus" é um emocionante 'road-movie' brasileiro.  Trata-se do primeiro longa-metragem realizado pelo cineasta amazonense, radicado em Pernambuco, Marcelo Gomes.

O filme se inicia em plena época da 2ª Guerra Mundial, pouco antes do Brasil declarar guerra à Alemanha, e procura falar da amizade sincera e descomprometida entre duas pessoas vindas de culturas completamente diferentes.

Partindo de um roteiro bem estruturado, de cuja elaboração participou, Marcelo Gomes nos brinda com um excelente trabalho de direção.  Com poucos personagens, ele preenche seu elenco com figurantes formados por moradores do sertão paraibano, bem como, por atores desconhecidos.  Embora imprima um ritmo um pouco lento, em nenhum momento o filme torna-se desinteressante.

"Cinema, Aspirina e Urubus" apresenta, ainda, uma bela trilha sonora, a magnífica fotografia de Mauro Pinheiro Júnior e ótimas interpretações dos atores principais, com destaque para a atuação do baiano, João Miguel.

 

 CAA