Filmes por gênero

MÉDICA, BONITA E SOLTEIRA (1964)

Sex and the single girl
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: A solteira e o atrevido (Portugal)
Une vierge sur canapé (França)
Donne v'insegno come si seduce un uomo (Itália)
La pícara soltera (Espanha)
El sexo y la joven soltera (México, Colômbia)
Sex und ledige Mädchen (Austria)
...und ledige Mädchen (Alemanha)
Sexig som synden (Suécia)
Секс и незамужняя девушка (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica
Direção: Richard Quine
Roteiro: Joseph Heller, David R. Schwartz
Produção: William T. Orr
Música Original: Neal Hefti
Direção Musical: Neal Hefti
Fotografia: Charles Lang
Edição: David Wages
Direção de Arte: Cary Odell
Figurino: Edith Head
Maquiagem: Gordon Bau
Efeitos Sonoros: M.A. Merrick
Nota: 8.0
Filme Assistido em: 1967

Elenco

Tony Curtis Bob Weston
Natalie Wood Helen Gurley Brown
Henry Fonda Frank Luther Broderick
Lauren Bacall Sylvia Broderick
Mel Ferrer Dr. Rudolph (Rudy) DeMeyer
Fran Jeffries Gretchen
Leslie Parrish Susan
Otto Kruger Dr. Marshall H. Anderson
Edward Everett Horton O Chefe
Larry Storch Policial na motocicleta
Howard St. John Randall
Max Showalter Holmes
William Lanteau Sylvester
Helen Kleeb Hilda
Barbara Bouchet Fotógrafa na Festa de Aniversário
Larry J. Blake Policial
Robert Foulk Detetive
Edmund Glover Dr. A.L. Chickering
Sharon Johnson Sonia
Cheerio Meredith Emily
Burt Mustin Harvey
Fredd Wayne Frank
James Lanphier Vendedor

Indicações

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Atriz em uma Comédia (Natalie Wood)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Bob Weston, editor-chefe de uma revista de escândalos, escreve um artigo sobre a Dra. Helen Gurley Brown, uma jovem psicóloga e autora do best-seller “Sex and the Single Girl”, um guia de autoajuda com conselhos para mulheres solteiras sobre como lidar com os homens. Quando Bob é designado para entrevistar a Dra. Brown, ela se recusa a recebê-lo.

Como seu amigo e vizinho Frank Luther Broderick, está tendo problemas de relacionamento com sua esposa, Sylvia, e não consegue tempo para procurar uma psicóloga, Bob decide se passar por ele e procurar a Dra. Helen como paciente. Em troca, ele informará seu vizinho sobre suas recomendações.

Durante as primeiras sessões, Bob se mostra tímido e encantado, procurando seduzi-la. Aos poucos, ela passa a responder aos seus avanços, insistindo que está desempenhando o papel de Sylvia em benefício de sua terapia.  Depois que finge uma tentativa de suicídio, ele percebe que se acha apaixonado por ela, razão pela qual ainda não escreveu nada a seu respeito, para a revista, provocando um ultimato de seu chefe.

Por outro lado, Helen entra em pânico com a ideia de que esteja se apaixonando por um homem casado, e por sugestão de sua mãe, ela procura Sylvia, a quem sugere que retorne a trabalhar no escritório de Frank, onde os dois se conheceram e puderam se unir contra os rivais de Frank nos negócios. Inicialmente, ela rejeita a sugestão, mas termina decidindo seguir seu conselho, reconciliando-se com o marido.

Em outra reunião com Helen, Bob tenta convencê-la de que seu casamento não é legal, mas a psicóloga insiste na necessidade de ouvir sua esposa e, secretamente, pede que ela vá ao seu consultório. Enquanto isso, ele pede à sua namorada, Gretchen, uma cantora de boate, para se passar por sua esposa e, quando ela cancela no último momento por causa de um ensaio a que não pode faltar, ele pede que sua secretária, Susan, vá em seu lugar. No entanto, pouco tempo depois, Gretchen desiste do ensaio e também comparece ao consultório de Helen. Lá, ao testemunhar três mulheres diferentes alegando ser a Sra. Broderick, Helen se mostra extremamente confusa, enquanto uma furiosa Sylvia chama a polícia, que prende Frank por bigamia.

Quando, em companhia de seu colega psiquiatra, Dr. Rudolph DeMeyer, Helen visita Sylvia para tentar convencê-la a perdoar Frank, ela descobre que o homem que a procurou em seu escritório não é Frank e, sim, Bob Weston, o editor-chefe da revista que escrevera sobre seu livro. Chocada, ele pede a Rudolph para levá-la para Fiji. Nesse meio tempo, Bob se recusa a deixar que a revista publique qualquer coisa a respeito de Helen e, como consequência, é demitido.

No final, Helen e Rudolph se dirigem para o aeroporto, enquanto Frank, depois de ser libertado, não entendendo como Sylvia tomou conhecimento da verdade, decide desistir de tudo e fugir para o Havaí com Gretchen. Ao mesmo tempo, Bob procura por Helen e Sylvia por seu marido. Ao chegarem ao aeroporto, Frank e Sylvia se reconciliam e partem para Fiji, enquanto Rudolph e Gretchen se consolam com uma viagem ao Havaí. Por outro lado, Helen perdoa Bob, que já encontrou um novo emprego como um jornalista respeitável, e juntos, voam para Las Vegas a fim de se casarem.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Richard Quine, a partir de um roteiro escrito por Joseph Heller e David R. Schwartz, “Médica, Bonita e Solteira” é um filme norte-americano produzido pelas empresas Reynard e Fernwood Productions Inc., em 1964. Sua trama, baseada numa estória de Joseph Hoffman, não tem qualquer relação com o livro da Dra. Helen Gurley Brown.

A direção de Quine se mostra apenas razoável, menos dinâmica do que a habitual. Por outro lado, a fotografia, assinada por Charles Lang, é de muito boa qualidade. No elenco, Natalie Wood brilha no papel principal, além de demonstrar uma ótima química ao lado de Tony Curtis. Com boas atuações, destacam-se Henry Fonda, Lauren Bacall e Mel Ferrer.

CAA