Filmes por gênero

CARRIE, A ESTRANHA (1976)

Carrie
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Carrie au bal du diable (França)
Carrie, lo sguardo di Satana (Itália)
Carrie - Des Satans jüngste Tochter (Alemanha)
Carrie: extraño presentimiento (México, Peru)
Keri (Sérvia)
Het meisje met de duivelse kracht (Holanda)
Kiusaajat (Finlândia)
Кэрри (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Horror
Direção: Brian De Palma
Roteiro: Lawrence D. Cohen
Produção: Paul Monash, Brian De Palma, Louis A. Stroller
Música Original: Pino Donaggio
Direção Musical: Natale Massara
Fotografia: Mario Tosi
Edição: Paul Hirsch
Direção de Arte: Jack Fisk, Bill Kenney
Figurino: Rosanna Norton
Guarda-Roupa: Agnes Lyon
Maquiagem: Wes Dawn
Efeitos Sonoros: Dick Vorisek, Dan Sable, Bert Hallberg, David Rust
Efeitos Especiais: Greg Auer, Ken Pepiot
Nota: 8.6
Filme Assistido em: 1977

Elenco

Sissy Spacek Carrie White
Piper Laurie Margaret White
Amy Irving Sue Snell
William Katt Tommy Ross
John Travolta Billy Nolan
Nancy Allen Chris Hargensen
Betty Buckley Srta. Collins
P.J. Soles Norma Watson
Priscilla Pointer Sra. Eleanor Snell
Sydney Lassick Sr. Fromm
Stefan Gierasch Sr. Henry Morton
Michael Talbott Freddy DeLois
Harry Gold George Dawson
Noelle North Frieda
Cindy Daly Cora Wilson
Deirdre Berthrong Rhonda Wilson
Anson Downes Ernest Peterson
Rory Stevens Kenny
Edie McClurg Helen Shyres
Cameron De Palma Bobby Erbeter

Prêmios

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Atriz (Sissy Spacek)

Festival do Cinema Fantástico de Avoriaz, França

Menção Especial (Sissy Spacek)

Grande Prêmio do Festival (Brian De Palma)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz (Sissy Spacek)

Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante (Piper Laurie)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Piper Laurie)

Academia de Filmes de Ficção Científica, Fantasia e Horror, USA

Prêmio de Melhor Filme de Horror

Prêmios Edgar Allan Poe

Prêmio de Melhor Filme (Lawrence D. Cohen)

Prêmios Hugo

Hugo de Melhor Apresentação Dramática (Brian De Palma, Lawrence D. Cohen)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Atriz (Sissy Spacek)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Num vestuário de adolescentes, Carrie White tem sua primeira menstruação e, depois de ficar angustiada, clama por ajuda. Em vez de ajudá-la, as outras garotas a ridicularizam e a perseguem, jogando toalhas e papel higiênico para ela. A professora, Srta. Collins, ao ouvir o barulho, corre para acabar com o tumulto. Depois de questioná-la, ela percebe que Carrie não tem conhecimento do conceito de menstruação. Assim, ela pede ao diretor da escola para dispensá-la das aulas de ginástica por uma semana.
 
Ao chegar em casa, ela é atormentada pela mãe, que a prende em seu armário e a obriga a orar, por acreditar que ela se acha assim por ter pecado. Enquanto isso, na escola, a Srta. Collins, ainda preocupada com o ocorrido, força as demais alunas a participarem de um exercício cansativo, como punição. Chris Hargensen se recusa a participar e, como punição, é banida do baile. Furiosa, ela culpa Carrie por seu infortúnio. Enquanto isso, uma outra aluna, Sue Snell, que se sente culpada por ter provocado Carrie, pede ao namorado, Tommy Ross, que leve Carrie ao baile. Depois que ele a convida, Carrie se recusa por acreditar que estão preparando algo contra ela. No entanto, depois de uma conversa com a Srta. Collins e da insistência de Tommy, Carrie finalmente concorda em ir ao baile com ele.
 
Enquanto todos se preparam para o baile, Chris planeja com seu namorado, Billy Nolan, e com sua melhor amiga, Norma, para se vingar de Carrie. Nesse sentido, eles vão à uma fazenda, matam alguns porcos e colocam seu sangue em um balde. Em seguida, ao retornarem, colocam o balde em uma das vigas do ginásio da escola, onde ocorrerá o baile. Enquanto isso, Carrie pede permissão à sua mãe para ir ao baile. Ela se mostra desorientada com a sugestão, por acreditar que Tommy só está atrás dela para fazer sexo, e que isso a levará a um caminho para o pecado perpétuo, gerando uma discussão violenta entre as duas.
 
Carrie e Tommy chegam ao baile e ela se sente aceita pelos colegas dele. Na ocasião, a Srta. Collins lhe conta a história de seu próprio baile, anos atrás. Carrie e Tommy dançam juntos e, ao se apaixonar por ela, ele a beija. Por outro lado, de acordo com as instruções de Chris, Norma e alguns amigos de Billy armam para que Carrie e Tommy sejam eleitos rainha e rei do baile. Assim, eles são chamados ao palco, onde Carrie finalmente sente como é ser aceita. Enquanto isso, Sue entra no baile e vê Chris e Billy debaixo do palco. Ela percebe o plano deles: Chris vai cortar uma corda e despejar o sangue dos porcos exatamente sobre Carrie, enquanto ela é declarada rainha do baile.
 
No entanto, quando Sue corre freneticamente em direção ao palco, ela é interceptada pela Srta. Collins, por achar que ela iria estragar a felicidade de Carrie. Nesse exato momento, Chris puxa a corda, encharcando Carrie com o sangue dos porcos. Os alunos olham horrorizados. Por outro lado, Tommy fica furioso, mas o balde cai e o deixa inconsciente. Carrie retruca e imagina que todos os alunos e professores estão rindo dela, conforme sua mãe havia avisado que ocorreria. Ela, então, usa sua telecinesia para destruir o local, matando seus colegas e professores, inclusive a Srta. Collins. 
 
 Ao voltarem para casa, Chris e Billy, que testemunharam Carrie acabar com todo o corpo discente, tentam atropelá-la mas, usando novamente sua telecinesia, destrói o carro. Em seguida, quando ela chega em casa, sua mãe aparece e lhe diz que ela foi o resultado de um estupro conjugal. Então, convencida de que sua filha é uma bruxa má, ela pega uma faca e apunhala Carrie pelas costas. Carrie cai da escada e se afasta da mãe.Quando esta a encurrala na cozinha, Carrie usa seu poder para crucificar sua mãe com facas e ferramentas da cozinha. Em seguida, sentindo-se cheia de culpas, ela incendeia sua casa e morre entre os escombros.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Brian De Palma, a partir de um roteiro escrito por Lawrence  D. Cohen, "Carrie, a Estranha" é um filme americano produzido em 1976. Sua trama gira em torno da vida tumultuada de uma jovem estudante e, sem nenhuma dúvida, trata-se de uma das melhores adaptações cinematográficas de um livro de Stephen King. O filme marca ainda a volta de Piper Laurie às telas, após dez anos sem participar de nenhum filme.
 
Na direção, De Palma realiza um excelente trabalho, onde os vinte minutos finais apresentam os momentos mais intensos e emocionantes do filme. Ainda na área técnica, a fotografia de Mario Tosi é extremamente eficaz, o mesmo ocorrendo com a bela trilha sonora, a cargo de Pino Donaggio. 
 
No elenco, destacam-se as atuações de Sissy Spacek, Piper Laurie e Nancy Allen. Por outro lado, John Travolta desaponta no papel de Billy Nolan. 
 
CAA