Filmes por gênero

SOL DE OUTONO (1941)

H. M. Pulham, Esquire
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Souvenirs (França, Bélgica)
Il molto onorevole Mr. Pulham (Itália)
Cenizas de amor (Espanha)
Cenizas de otoño (Argentina)
El honorable Sr. Pulham (Venezuela)
En viss Mr. Pulham (Suécia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Drama, Romance
Direção: King Vidor
Roteiro: King Vidor, Elizabeth Hill
Produção: King Vidor
Música Original: Bronislau Kaper
Direção Musical: Lennie Hayton
Fotografia: Ray June
Edição: Harold F. Kress
Direção de Arte: Cedric Gibbons
Figurino: Gile Steele, Robert Kalloch
Maquiagem: Jack Dawn
Efeitos Sonoros: Douglas Shearer
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1965

Elenco

Hedy Lamarr Marvin Myles
Robert Young Harry Pulham
Ruth Hussey Cordelia 'Kay' Motford Pulham
Charles Coburn Sr. Pulham Sr.
Fay Holden Sra. John Pulham
Bonita Granville Mary Pulham
Van Heflin Bill King
Douglas Wood Sr. Bullard
Anne Revere Srta. Redfern, secretária de John
Wally Dean Sr. Motford, pai de Kay
Sarah Edwards Sra. Motford, mãe de Kay
Ava Gardner Jovem socialite
Charles Halton Walter Kaufman
Leif Erickson Rodney Brown
Phil Brown Joe Bingham
David Clyde Hugh, o mordomo
Sara Haden Srta. Rollo
Erville Alderson Sr. Jakes
Harry Brown Charley Roberts
Frances Carson Srta. Percival, enfermeira da Sra. Pulham
Anne O'Neal Enfermeira do Sr. John Pulham
Frank Faylen Sargento da Marinha
Roy Gordon Sr. Pressley

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Harry Pulham é um homem de negócios conservador e de meia-idade, que vive uma rotina diária precisa. Ele tem um bom relacionamento com sua esposa, Kay, embora sem paixão. No entanto, nem sempre foi assim.

Certo dia, ele recebe um telefonema de um antigo colega de Harvard, Rodney Brown, que está organizando uma reunião para comemorar os vinte e cinco anos de formatura, o qual lhe pede para organizar as biografias do grupo, ocasião em que ele pensa na sua própria.

Ao iniciar o trabalho, Harry volta no tempo, ao final da 1ª Guerra Mundial, quando seu colega de Harvard, Bill King, fez com que ele trabalhasse numa empresa de publicidade em Nova York, onde ele se apaixonou por uma colega de trabalho, Marvin Myles. Embora eles se amassem, ela não conseguia se imaginar vivendo o papel tradicional de uma esposa e, por outro lado, ele não conseguia se ver morando em outra cidade que não Boston.

Como resultado, eles romperam seu relacionamento e Harry terminou se apaixonando e se casando com sua atual esposa, Kay, uma jovem com as mesmas atitudes dele e, principalmente, aprovada por seus pais. Hoje, profundamente insatisfeito com sua rotina enfadonha, ele implora à sua esposa para ir embora com ele, a fim de reavivar o amor deles. Ela, no entanto, descarta a ideia como impraticável e até boba.

Decepcionado, Harry telefona para Marvin e os dois combinam se encontrar depois de mais de vinte anos. Assim, ele vai ao apartamento dela, onde se mostram igualmente atraídos, um pelo outro, mas após ela atender um telefonema, ambos percebem que não podem recuperar o passado.

Depois do almoço, após deixar Marvin, Harry volta ao escritório, onde encontra Kay o esperando. Embora ela se sinta ferida por ter visto o marido ao lado de Marvin, ela lhe diz que, após pensar melhor sobre a proposta que lhe fizera naquela manhã, ela decidiu ir embora com ele e o lembra de que eles sempre se amaram, desde o primeiro encontro na escola de dança.

Felizes, os dois pegam o carro, onde suas malas, anteriormente preparadas por Kay, já os aguardavam.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta King Vidor, a partir de um roteiro escrito por ele, juntamente com sua esposa Elizabeth Hill, “Sol de Outono” é um filme norte-americano produzido pela Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) em 1941. Sua trama, baseada num romance de John P. Marquand, é contada em flashback, enquanto o personagem vivido por Robert Young se prepara para uma reunião em que seus colegas de faculdade vão comemorar vinte e cinco anos de formados.

Na direção, Vidor realiza um ótimo trabalho, apesar de imprimir um ritmo lento à narrativa. Na área técnica, merecem ainda destaques a fotografia em preto e branco, a cargo de Ray June, e sua trilha sonora com músicas de Richard Wagner, Mendelssohn, Julián Robledo, Leo Friedman, dentre outros.

No elenco, Hedy Lamarr  brilha no papel da Sra. Marvin Myles, seguida pelas boas atuações de Robert Young, Charles Coburn, Van Heflin, Ruth Hussey e Bonita Granville.

CAA