Filmes por gênero

JÚLIA E JÚLIA (1987)

Giulia e Giulia
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Julia et Julia (França)
Julia and Julia (USA)
Julia y Julia (Espanha)
Julia und Julia (Alemanha)
Julia og Julia (Noruega)
Den låste dør (Dinamarca)
Julia i Julia (Polônia)
Pais: Itália
Gênero: Drama, Fantasia
Direção: Peter Del Monte
Roteiro: Peter Del Monte, Silvia Napolitano, Sandro Petraglia
Produção: Francesco Pinto, Gaetano Stucchi, Cesare Coppo
Design Produção: Mario Garbuglia
Música Original: Maurice Jarre
Direção Musical: Emanuele Garofalo
Fotografia: Giuseppe Rotunno
Edição: Michael Chandler
Figurino: Danda Ortona
Guarda-Roupa: Eliana Colombo, Franca Pontorno, Wanda Roveda
Maquiagem: Salvatore Bella, Miranda Liviero
Efeitos Sonoros: Aurelio Verona, Sandro Resasco, Walter Pirani e outros
Efeitos Especiais: Vito Rossi
Nota: 7.2
Filme Assistido em: 1989

Elenco

Kathleen Turner Julia
Gabriel Byrne Paolo Vinci
Gabriele Ferzetti Alfredo, pai de Paolo
Angela Goodwin Mãe de Paolo
Sting Daniel Osler
Lidia Broccolino Carla
Norman Mozzato Luigi
Yorgo Voyagis Goffredo
Alexander Van Wyk Marco
Francesca Muzio Sara
John Steiner Alex
Bruno Cappelletti Trabalhador
Maurizio Tabani Atendente do Bar
Renato Scarpa Inspetor da Polícia
Mirella Falco .

Prêmios

Festival Internacional de Sitges - Catalunha, Espanha

Melhor Trilha Sonora Original (Maurice Jarre)

Indicações

Prêmios David di Donatello, Itália

David de Melhor Ator Coadjuvante (Gabriele Ferzetti)

Sindicato dos Jornalistas Críticos de Cinema, Itália

Prêmio Fita de Prata de Melhor Fotografia (Giuseppe Rotunno)

Prêmios Sant Jordi de Barcelona

Prêmio de Melhor Atriz Estrangeira (Kathleen Turner)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Julia é uma jovem americana que vive em Trieste, Itália, que ficou viúva no dia do casamento, quando seu marido Paolo morreu em um acidente de carro. Seis anos depois, ela ainda mora em Trieste e trabalha em tempo integral em um escritório de viagens turísticas. Ela ainda mantém contato próximo com a mãe e o pai de Paolo, mas é fria e distante com seus colegas de trabalho no escritório.

Certa noite, depois do trabalho, Julia dirige seu carro por uma névoa misteriosa, antes de retornar ao seu apartamento, onde descobre uma mulher estranha que vive lá. Do outro lado da rua, na elegante casa que ela e Paolo haviam comprado e que ela nunca vendeu, ela o encontra e seu filho de cinco anos, Marco, tratando-a como se estivessem juntos o tempo todo e o acidente de carro fatal nunca tivesse ocorrido. Paolo é um workaholic dedicado à sua carreira de designer de navios e a inquieta Julia escolheu o fotógrafo britânico Daniel como seu amante.

Confusa, mas feliz por ter seu marido de volta, Julia tenta consertar seu casamento, mas de repente se vê viúva e sozinha dois dias depois, quando ela se vê transportada de volta à realidade atual. Ao longo das semanas seguintes, Julia começa a deslizar para frente e para trás entre dois mundos diferentes, mas ela acha cada vez mais difícil determinar o que é realidade e o que é fantasia e começa a questionar sua própria sanidade mental.

Os dois mundos de Julia começam a se tornar mais semelhantes quando, em seu mundo viúvo, ela conhece e se apaixona por Daniel, depois que ele entra em seu escritório de viagens. Relutante no início, Daniel aceita a oferta de Julia e logo eles se envolvem em um relacionamento sexual. Quando Daniel se torna mais possessivo e controlador, ela tenta romper o relacionamento, mas ele se recusa a deixá-la.
 
Determinada a se libertar de um romance sem amor, Julia acaba matando Daniel, apunhalando-o até a morte. Finalmente livre de seu relacionamento com Daniel, ela larga seu emprego e se concentra inteiramente em seu romance com Paolo e seu filho. Mas vários dias depois, enquanto caminhava até o mercado para fazer compras de alimentos, ela é pega pela polícia que a questiona sobre o desaparecimento de Daniel. Quando pressionada a fornecer um álibi para o dia em que Daniel desapareceu, Julia diz ao investigador da polícia que ela estava com seu marido, apesar de ter um romance sexual com Daniel. Quando o inspetor diz a Julia que seu marido estava morto há seis anos, Julia desiste, recusando-se a acreditar que Paolo está morto e logo depois confessa ter matado Daniel.

Na cena final, ela é vista residindo em um hospital psiquiátrico, onde diz à mãe de Paolo que agora se sente em paz consigo mesma. Julia agora passa o tempo todo sozinha em seu quarto escrevendo cartas para Paolo e seus pais, enquanto guarda uma lembrança que tirou de seu mundo de fantasia: uma foto dela, Paolo e Marco juntos. Mas fica ambíguo se a foto de família é real ou apenas uma invenção da imaginação de Julia de seu mundo de fantasia.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Peter Del Monte, a partir de um roteiro por ele escrito, juntamente com Silvia Napolitano, "Julia e Júlia é um filme produzido em 1987 pela empresa RAI Radiotelevisione Italiana.
 
Na direção, Del Monte realiza um ótimo trabalho, no que é ajudado pela excelente fotografia a cargo de Giuseppe Rotunno e pela bela trilha sonora de Maurice Jarre. No elenco, com ótimas atuações, destacam-se Kathleen Turner, Gabriel Byrne e GabrieleFerzetti. 
 
CAA