Filmes por gênero

CHUVA NEGRA (1989)

Black rain
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Black Rain - pioggia sporca (Itália)
Lluvia negra (Espanha, Argentina, México, Peru)
Czarny deszcz (Polônia)
Must vihm (Estônia)
Musta sade (Finlândia)
Fekete eső (Hungria)
Gloante si cenusa la Osaka (Romênia)
Чeрный дождь (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Ação, Crime, Suspense
Direção: Ridley Scott
Roteiro: Craig Bolotin, Warren Lewis
Produção: Stanley R. Jaffe, Sherry Lansing, Alan Poul
Design Produção: Norris Spencer
Música Original: Hans Zimmer
Direção Musical: Dick Rudolph
Fotografia: Jan de Bont
Edição: Tom Rolf
Direção de Arte: John Jay Moore, Herman F. Zimmerman
Figurino: Ellen Mirojnick
Guarda-Roupa: William Campbell, Melissa Stanton, Jennifer Parsons, K. Shimada
Maquiagem: Monty Westmore, Yukio Ueda, Christina Smith, Richard Dean
Efeitos Sonoros: Milton Burrow, William Manger, Greg Russell e outros
Efeitos Especiais: Stan Parks, Al Griswold, Todd Jensen, Ken Pepiot
Efeitos Visuais: Wayne Baker
Nota: 8.2
Filme Assistido em: 1990

Elenco

Michael Douglas Nick Conklin
Andy Garcia Charlie Vincent
Ken Takakura Masahiro
Kate Capshaw Joyce
Yûsaku Matsuda Sato
Shigeru Kôyama Ohashi
John Spencer Oliver
Guts Ishimatsu Katayama
Yûya Uchida Nashida
Tomisaburo Wakayama Sugai
Miyuki Ono Miyuki
Luis Guzmán Frankie
Stephen Root Berg
Richard Riehle Crown
Bruce Katzman Yudell
Edmund Ikeda Homem de negócios japonês
Tomo Nagasue Tradutor japonês
Tim Kelleher Bobby
George Kyle Farentino
Vondie Curtis-Hall Detetive
Joe Perce Detetive
Louis Cantarini Detetive
Jun Kunimura Yashimoto
Linda Gillen Peggy
John Gotay Danny
Matthew Porac Patrick

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Edição de Som (Milton C. Burrow, William L. Manger)

Oscar de Melhores Efeitos Sonoros (Donald Mitchell, Kevin O'Connell, Greg Russell, Keith Wester)

Academia Japonesa de Cinema, Japão

Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Nick Conklin é um motociclista habilidoso e um forte policial veterano da cidade de Nova York que enfrenta possíveis acusações criminais. O Departamento de Assuntos Internos acredita que Nick estava envolvido com seu parceiro, que foi pego recebendo dinheiro de criminosos em um escândalo de corrupção. Nick é divorciado de sua esposa, que tem a custódia de seus dois filhos. Ele também tem dificuldades financeiras, devido à pensão alimentícia e outras preocupações.
 
Nick se reporta a uma audiência de investigação criminal conduzida por dois oficiais da Corregedoria, algo que não vai bem para ele. Quando os oficiais lhe perguntam sobre seu envolvimento com vários policiais sob investigação, ele se recusa a reclamar de seus camaradas, a Corregedoria o ameaça, sugerindo que ele é tão corrupto quanto os outros. 
 
Certo dia, enquanto toma uma bebida em um restaurante/bar italiano, Nick e seu parceiro Charlie Vincent observam dois japoneses tendo o que parece ser um almoço amigável em companhia de alguns gângsteres italianos. Nick se mostra cada vez mais desconfiado do grupo até que outro japonês entra no restaurante com vários capangas armados e apreende um pequeno pacote com uma arma do líder dos japoneses. Quando o homem se vira para sair, um dos japoneses à mesa diz, em japonês: "O Oyabun (Padrinho) não vai tolerar isso". O líder do grupo interrompe, dizendo: "Como sempre, uma criança tão problemática". O japonês acha essas observações um insulto e esfaqueia um deles no peito, corta a garganta do outro e sai. Nick e Charlie o seguem imediatamente e, após uma curta perseguição, prendem o suspeito depois que ele quase mata Nick em um matadouro próximo.
 
O suspeito é um gângster da Yakuza com o nome de Sato. A situação fica ainda mais complicada quando o oficial superior de Nick, Capitão Oliver, diz a ele que Sato será extraditado para Osaka e entregue à polícia de lá. Nick se mostra furioso porque Sato não será julgado por assassinato nos Estados Unidos, mas concorda em escoltá-lo até o Japão. O capitão de Nick também tem um motivo oculto para enviá-lo ao exterior, por acreditar que, assim, evitará que eele cause mais problemas e exacerbe a já tendenciosa investigação sobre ele.
 
No longo voo para o Japão, Nick e Charlie falam sobre a situação de Nick e como suas despesas estão além de sua capacidade de pagá-las. A certa altura, enquanto Charlie está fora de sua cadeira, Sato percebe que Nick está trapaceando na paciência e ri de si mesmo. Nick bate cruelmente na boca de seu prisioneiro e mente quando Charlie volta e pergunta o que aconteceu. Quando eles chegam à Osaka, homens que se identificam como policiais japoneses os encontram no avião, exibem um documento de transferência impresso em japonês, e levam Sato sob custódia. Quando Nick e Charlie estão prestes a deixar o avião, outro grupo de policiais entra pela frente e se identifica em inglês, indicando que os primeiros eram impostores.
 
Nick e Charlie são levados para a sede da polícia de Osaka e interrogados. Eles também são considerados culpados pela fuga de Sato. Depois de muita discussão, ele e Charlie têm permissão para observar a caça à Sato. No entanto, o oficial da polícia, Ohashi, enfatiza que eles não têm autoridade no Japão, sendo suas armas confiscadas. 
 
Ao longo da investigação, Nick se comporta de maneira rude, ofendendo Matsumoto, enquanto Charlie tenta ser mais educado. Levado a uma cena de crime em uma boate local, Nick reconhece a vítima do assassinato como um dos homens no aeroporto que levaram Sato sob custódia. Em seguida, ao fazer contato com a anfitriã da boate, a americana Joyce, que explica que o público japonês, incluindo as anfitriãs risonhas da boate, todos acreditam que ele e Charlie não devem ser levados a sério porque permitiram que Sato escapasse facilmente da custódia e representam a ineficiência e estupidez americanas.
 
Através de Joyce, Nick descobre que Sato está travando uma guerra de gangues com um famoso chefão do crime, Sugai. Sato era tenente de Sugai e agora quer seu próprio território. Ele tinha viajado para Nova York afim de interromper uma reunião com gangsters italianos americanos sobre um esquema que está sendo armado por Sugai, envolvendo o pacote que Sato havia levado ao restaurante. 
 
Ao deixarem o clube, Matsumoto se oferece para levá-los de volta ao hotel. Nick e Charlie o rejeitam e exigem que todos os relatórios sobre a fuga de Sato e o que viram no clube sejam traduzidos e entregues a eles na manhã seguinte. 

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Ridley Scott, a partir de um roteiro escrito por Craig Bolotin e Warren Lewis, "Chuva Negra" é um filme norte-americano produzido em 1989 pela Paramount Pictures, juntamente com a Jaffe-Lansing e a Pegasus Film  Partners.

Na direção, Scott utiliza todas as suas armas cinematográficas e as transforma em um ótimo filme de ação e suspense. O filme conta  ainda com uma ótima trilha sonora, onde se destacam as canções "I'LL BE HOLDING ON", de Hans Zimmer e Will Jennings, "LIVING ON THE EDGE OF THE NIGHT", de Jay Rifkin e Eric Rackin, "BACK TO LIFE", de Beresford Romeo, Simon Law e Nellee Hooper, "LA MER", de Charles Trenet, "LASER MAN", de Ryuichi Sakamoto, "SINGING IN THE SHOWER", de Ron Mael e Russell Mael, "THAT"S AMORE", de Jack Brooks e Harry Warren, "WHAT'D I SAY", de Ray Charles, dentre outras. 

No elenco, com ótimas atuações, destacam-se Michael Douglas, Ken Takakura, Andy Garcia e Kate Capshaw. 

CAA