Filmes por gênero

IRMA LA DOUCE (1963)

Irma La Douce
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: La pecadora de París (Uruguai)
Das Mädchen Irma la Douce (Alemanha)
Slodka Irma (Polônia)
Irma, te édes (Hungria)
Irma la Douce - Pikku pariisitar (Finlândia)
Sladká Irma (República Tcheca)
Нежная Ирма (União Soviética)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Comédia Romântica
Direção: Billy Wilder
Roteiro: Billy Wilder, I.A.L. Diamond
Produção: Billy Wilder, Edward L. Alperson
Música Original: André Previn
Fotografia: Joseph LaShelle
Edição: Daniel Mandell
Direção de Arte: Alexandre Trauner
Figurino: Orry-Kelly
Guarda-Roupa: Wesley Jeffries, Irene Caine
Maquiagem: Frank Westmore, Emile LaVigne, Harry Ray
Efeitos Sonoros: Robert Martin, Gilbert D. Marchant
Efeitos Especiais: Milt Rice
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1964

Elenco

Jack Lemmon Nestor Patou / Lord X
Shirley MacLaine Irma La Douce
Lou Jacobi Moustache
Bruce Yarnell Hippolyte
Herschel Bernardi Inspetor Lefevre
Cliff Osmond Sargento da Polícia
Hope Holiday Lolita
Joan Shawlee Annie
Ruth Whitney Kiki
Harriette Young Mimi
Tura Satana Suzette Wong
Edgar Barrier General Lafayette
Paul Dubov Andre
Howard McNear Zelador
Diki Lerner Jojo
Sheryl Deauville Carmen
James Caan Soldado com rádio
Bill Bixby Marinheiro tatuado
Jack Sahakian Jack
Billy Beck Dupont
John Alvin Cliente
Lou Krugman Cliente
Louis Jourdan Narrador

Prêmios

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Trilha Sonora (André Previn)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz em um Musical ou Comédia (Shirley MacLaine)

Prêmios David di Donatello, Itália

David de Melhor Atriz Estrangeira (Shirley MacLaine)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Ator em uma Comédia (Jack Lemmon)

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Atriz em uma Comédia (Shirley MacLaine)

Prêmios Golden Screen, Alemanha

Prêmio Golden Screen

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Atriz (Shirley MacLaine)

Oscar de Melhor Fotografia a Cores (Joseph LaShelle )

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Filme - Musical ou Comédia

Prêmio de Melhor Ator em um Musical ou Comédia (Jack Lemmon)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Atriz Estrangeira (Shirley MacLaine)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro de uma Comédia Americana (Billy Wilder, I.A.L. Diamond)

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Comédia

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Irma La Douce, uma prostituta parisiense bem sucedida que faz seu comércio em uma rua estreita de Les Halles, dá todos os seus ganhos a Hippolyte, seu cafetão. Quando um jovem policial ingênuo e honesto, Nestor Patou, se sente chocado com a prostituição aberta, ele conduz uma operação não autorizada e prende todas as pessoas que frequentam o bistrô Chez Moustache. Infelizmente, seu superior, o inspetor Lefevre, está entre os homens presos, e Nestor é demitido.

Após sua demissão, ele aborda Irma, depois de uma briga com Hippolyte, e se torna seu novo cafetão, exigindo que ela não se encontre com nenhum outro homem que não seja ele. Com a ajuda de Moustache, dono de um Bar, ele se passa por um lorde inglês muito rico, mas secretamente, trabalha no mercado transportando comida, para poder bancar Ilda, o que o deixa muito cansado, fazendo com que ela suponha que ele perdeu o interesse por ela.

Certo dia, após uma briga com Nestor, Irma decide ir para a Inglaterra com o Lorde. Nestor, então, acha que é hora de acabar com a farsa e decide “matar” o Lorde, jogando todos os vestígios no rio Sena. Ele, no entanto, é seguido por Hippolyte, que ao ouvir um barulho nas águas do rio, e ver as roupas do Lorde flutuando, o denuncia por assassinato e Nestor é enviado para a prisão. Algum tempo depois, ao tomar conhecimento de que Irma se acha grávida, ele consegue fugir da prisão e ressurge do Sena como Lord X. Na igreja, onde os dois são casados, ela passa mal e tem seu bebê.

No final, tudo termina bem quando Nestor é reintegrado pelo inspetor Lefevre e Irma pode contemplar um futuro mais feliz.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Billy Wilder, a partir de um roteiro por ele escrito, juntamente com I.A.L. Diamond, “Irma La Douce” é uma comédia romântica norte-americana produzida pelas empresas The Mirisch Corporation e Phalanx Productions em 1963. Sua trama, baseada numa peça de Alexandre Breffort, conta a história de amor entre um policial parisiense e uma bela e jovem prostituta.

Três anos depois de realizar o maravilhoso filme “Se Meu Apartamento Falasse”, com Jack Lemmon e Shirley MacLaine, Wilder retorna às telas com este “Irma La Douce”, igualmente estrelado por esses dois grandes atores. Embora não chegue ao mesmo nível do anterior, este novo filme não deixa de ser interessante, com várias cenas memoráveis. Na área técnica, merecem igualmente destaques a bela trilha sonora, assinada por André Previn, a fotografia a cores em Panavision, a cargo de Joseph LaShelle, e o figurino de Orry-Kelly.

No elenco, Shirley MacLaine brilha no papel da prostituta Irma La Douce, seguida pela ótima atuação de Jack Lemmon.

CAA