Filmes por gênero

OS IMORAIS (1990)

The grifters
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: Anatomia do Golpe (Portugal)
Les arnaqueurs (França)
Rischiose abitudini (Itália)
Los timadores (Espanha)
Ambiciones prohibidas (Argentina)
Grifters (Alemanha)
Svindlarna (Suécia)
Ærlige svindlere (Dinamarca)
Naciagacze (Polônia)
Кидалы (União Soviética)
Pais: Estados Unidos, Canadá
Gênero: Crime, Drama, Suspense
Direção: Stephen Frears
Roteiro: Donald E. Westlake
Produção: Robert A. Harris, Jim Painter, Martin Scorsese
Design Produção: Dennis Gassner
Música Original: Elmer Bernstein
Fotografia: Oliver Stapleton
Edição: Mick Audsley
Direção de Arte: Leslie McDonald
Figurino: Richard Hornung
Guarda-Roupa: Elizabeth Feldbauer, Marsha Bozeman, Mark Bridges e outros
Maquiagem: Alec Gillis, Julie Hewett, Tom Woodruff Jr.
Efeitos Sonoros: Kant Pan, Ian Wright, Peter Maxwell e outros
Efeitos Visuais: Peter Watson
Nota: 8.5
Filme Assistido em: 1992

Elenco

Anjelica Huston Lilly Dillon
John Cusack Roy Dillon
Annette Bening Myra Langtry
Jan Munroe Jovem no Bar
Stephen Tobolowsky Joalheiro
Jimmy Noonan Atendente do Bar
Richard Holden Policial
Michael Laskin Irv
Eddie Jones Mintz
Henry Jones Simms
Sandy Baron Médico
Lou Hancock Enfermeira
Ivette Soler Empregada
Pat Hingle Bobo Justus
Paul Adelstein Marinheiro Paul
Jeremy Piven Marinheiro Freshman
Gregory Sporleder Marinheiro Spooney
David Sinaiko Marinheiro Stinky
Micole Mercurio Garçonete
J.T. Walsh Cole
Xander Berkeley Tenente Pierson
Billy Ray Sharkey Agente do FBI
Juliet Landau Lilly, quando jovem

Prêmios

Sociedade dos Críticos de Cinema de Boston

Prêmio de Melhor Atriz (Anjelica Huston)

Prêmios Edgar Allan Poe

Prêmio de Melhor Filme (Donald E. Westlake)

Prêmios Independent Spirit, California, Estados Unidos

Prêmio Independent Spirit de Melhor Filme (Martin Scorsese, Jim Painter, Robert A. Harris)

Prêmio Independent Spirit de Melhor Atriz (Anjelica Huston)

Círculo de Críticos de Cinema de Londres, Inglaterra

Prêmio de Melhor Revelação do Ano (Annette Bening)

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, EUA

Prêmio de Melhor Atriz (Anjelica Huston)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Atriz (Anjelica Huston)

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Annette Bening)

Indicações

Academia de Artes Cinematográficas de Hollywood, EUA

Oscar de Melhor Direção (Stephen Frears)

Oscar de Melhor Roteiro Adaptado (Donald E. Westlake)

Oscar de Melhor Atriz (Anjelica Huston)

Oscar de Melhor Ator Coadjuvante (Annette Bening)

Prêmios Globo de Ouro, EUA

Prêmio de Melhor Atriz em um Drama (Anjelica Huston)

Academia Britânica de Cinema e Televisão, Inglaterra

Prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante (Annette Bening)

Associação dos Críticos de Cinema de Chicago

Prêmio de Melhor Atriz (Anjelica Huston)

Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Diretor (Stephen Frears)

Prêmio de Melhor Roteiro (Donald E. Westlake)

Círculo dos Críticos de Cinema de Nova York, EUA

Prêmio de Melhor Filme

Prêmio de Melhor Atriz (Anjelica Huston)

Grêmio dos Roteiristas da América

Prêmio de Melhor Roteiro baseado em material previamente publicado (Donald E. Westlake)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

Lilly Dilon é uma veterana vigarista. Ela trabalha para uma casa de apostas em pistas de corridas. Em seu caminho para La Jolla, onde ocorrerão corridas de cavalos, ela para em Los Angeles para visitar seu filho Roy, que não o vê há oito anos. Ela o encontra após ele sofrer uma hemorragia interna, depois que uma de suas vítimas lhe deu um soco no estômago.
 
Quando a assistência médica finalmente chega, Lilly enfrenta o médico, ameaçando matá-lo se seu filho vier a morrer. No hospital, Lilly conhece e toma uma antipatia imediata pela namorada de seu filho, Myra Langtry, que é alguns anos mais velha que ele. Tais fatos fazem com que ela se atrase e perca uma corrida em La Jolla, onde o vencedor estava pagando 70-1. Por esse erro, Bobo Justus queima sua mão com um charuto. A exemplo de Roy e Lilly, Mira não se mostra uma pessoa de princípios, bem educada. Assim, quando seu senhorio exige o pagamento de seu aluguel atrasado, ela usa seu sex appeal para atraí-lo para a cama e esquecer o aluguel. Ela faz uma oferta semelhante a um joalheiro para conseguir o que deseja para uma joia que está tentando empenhar.
 
Ao sair do hospital, Roy leva Myra para La Jolla, onde pretende passar o fim de semana. No trem, ela o observa enganar um grupo de marinheiros em um jogo de dados. Ela, então, revela ser também uma boa golpista e que está à procura de um novo parceiro para participar de uma grande operação. Em seguida, ela descreve sua longa associação com outro homem, Cole, e como eles se aproveitaram de suas vítimas. Em uma cena de flashback, em um prédio de escritórios, é mostrado um falso ataque do FBI, com um disparo falso de Myra para desencorajar um investidor de procurar a polícia. 
 
Roy, que insiste em participar de golpes de curto prazo, resiste à sua proposição, temendo que ela possa enganá-lo. Myra, observando o poder de Lilly sobre o filho, acusa-o de ter um incestuoso interesse em sua mãe. Enfurecido, Roy bate nela que, em seguida, planeja sua vingança. Nesse sentido, ela faz com que Roy tome conhecimento de que sua mãe vem roubando Bobo Justus ao longo dos anos. Avisada por um amigo, LIlly foge, mas Myra a segue com a intenção de matá-la. 
 
Pouco tempo depois, Roy é chamado por um agente do FBI para identificar o corpo de sua mãe, encontrado em um quarto de motel com o rosto desfigurado. Ao chegar lá, ele observa, silenciosamente, que não há nenhuma queimadura de charuto na mão do cadáver. Ao voltar para casa, ele encontra sua mãe tentando roubar todo o seu dinheiro. Na ocasião, ela revela que matou Myra em autodefesa, e desfigurou seu rosto para não ser reconhecido. Em seguida, ela tenta seduzi-lo, afirmando que ele não é seu filho. Roy, no entanto, a rejeita. Irritada, ela quebra acidentalmente um copo em seu pescoço, cortando uma artéria. Em seguida, ela soluça convulsivamente, enquanto embala o dinheiro e seu filho sangra até morrer.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Stephen Frears, a partir de um roteiro escrito por Donald Westlake, "Os Imorais" é um filme produzido em 1990 pela Cineplex Odeon Films. Sua trama gira em torno de três vigaristas: Lilly, que desde muito jovem trai as pessoas, vendo-as como vítimas potenciais; Roy, seu filho de vinte e poucos anos; e Myra, namorada de Roy que, por anos, foi ajudante de um notório vigarista.
 
Partindo de um roteiro muito bem escrito por Donald Westlake, Frears realiza um excelente trabalho na direção. No elenco, Anjelica Huston e Annette Bening brilham em seus respectivos papéis, seguidas pela boa atuação de John Cusack no papel de Roy Dillon.
 
Enfim, "Os Imorais" é um filme que vale a pena ser visto.
 
CAA