Filmes por gênero

COM LÁGRIMAS NA VOZ (1957)

The Helen Morgan story
imagem

Ficha Técnica

Outros Títulos: O pecado de ter nascido (Portugal)
Pour elle un seul homme (França)
Quando l'amore è romanzo (Itália)
Para ella un solo hombre (Espanha)
Sufrir fue mi destino (Uruguai)
Ein Leben im Rausch (Austria, Alemanha)
Nattklubbsdrottningen (Suécia)
Yökerhokuningatar (Finlândia)
Pais: Estados Unidos
Gênero: Biográfico, Drama, Música
Direção: Michael Curtiz
Roteiro: Nelson Gidding, S. Longstreet, Oscar Saul, Dean Riesner
Produção: Martin Rackin
Música Original: Ray Heindorf
Direção Musical: Ray Heindorf
Coreografia: LeRoy Prinz
Fotografia: Ted D. McCord
Edição: Frank Bracht
Direção de Arte: John Beckman
Figurino: Howard Shoup
Efeitos Sonoros: Francis J. Scheid, Dolph Thomas
Nota: 7.8
Filme Assistido em: 1961

Elenco

Ann Blyth Helen Morgan
Paul Newman Larry Maddux
Richard Carlson Russell Wade
Gene Evans Whitey Krause
Alan King Benny Weaver
Cara Williams Dolly Evans
Virginia Vincent Sue
Walter Woolf King Florenz Ziegfeld
Dorothy Green Sra. Wade
Edward Platt Johnny Haggerty
Warren Douglas Mark Hellinger
Iris Adrian Louise Jensen, secretária
Robert Christopher Reporter
Gabriel Curtiz Maitre
Leonid Kinskey Stanislausky, acordeonista
Jack Lomas Pianista
Eddie Marr Diretor
Juanita Moore Lacey
Forbes Murray Cliente do Clube Noturno
Jeffrey Sayre Fotógrafo
Court Shepard Tenente da Polícia
Robert Sherman Mestre de Cerimônias
Joan Winfield Enfermeira
Sammy White Ele próprio
Jimmy McHugh Ele próprio
Rudy Vallee Ele próprio
Walter Winchell Ele próprio
Bess Flowers Mulher na Alfândega

Indicações

Prêmios Laurel, USA

Prêmio Laurel de Ouro de Melhor Atriz em um Musical (Ann Blyth)

Videoclipes

70 anos de cinema

Sinopse

No início da década de 1920, num estande de um parque de diversões de Chicago, Helen Morgan, uma garota de uma pequena cidade com um passado problemático, trabalha como dançarina para atrair clientes potenciais para a compra de lotes de terra na Flórida, de propriedade de Larry Maddux.

Quando Larry a procura para pagar-lhe por seu trabalho, ela lhe agradece por lhe ter dado a oportunidade de seu primeiro emprego, ocasião em que, alegando estar atraído por ela, a convence a passarem a noite juntos. Pela manhã, ao acordar, Helen descobre que ele foi embora. Magoada, mas determinada a ser bem-sucedida no show business, ela procura o estúdio de Jim Finney, quando Larry, que agora é o líder do gângster Whitey Krause, chega com seu amigo, Benny Weaver.

Larry convence Finney a contratar Helen em troca de um preço especial no licor. No entanto, ele a demite na primeira noite, depois que Larry bate num cliente embriagado que a agarrara. Em seguida, Larry afirma que quer cuidar dela e a convence a competir em um concurso de beleza, em Montreal, que oferece um contrato em um musical da Broadway como o principal prêmio.

Enquanto Helen compete, posando como uma nativa Saskatchewan, Larry e Benny embalam licor em baús marcados como figurinos e adereços de teatro. Helen ganha a competição, mas é desqualificada depois que um repórter verifica seus antecedentes e descobre que ela é americana. Quando o juiz do concurso, o advogado de Nova York Russell Wade, a confronta, ela admite que não é canadense.

Num trem, de volta aos Estados Unidos, Benny encontra-se com Dolly, sua ex-namorada, e Sue, que haviam se apresentado em casas canadenses de vaudeville. Na ocasião, ele lhe propõe casamento, mas ela se recusa a se casar com ele até que ele se torne uma pessoa do bem. Na fronteira, guardas aduaneiros descobrem o licor e prendem Larry.

Ao chegarem à Nova York, Helen, Dolly e Sue juntam-se num apartamento em Greenwich Village e, quando o dinheiro fica escasso, elas promovem uma festa para evitarem o despejo. Quando Benny e Larry, que conseguira ser solto, chegam inesperadamente, Helen ainda se acha brava com Larry por usá-la. Depois que o namorado de Sue, Eddie, chega acompanhado de outra mulher, ela, embriagada e angustiada, se enforca no banheiro. Quando seu corpo é levado por uma ambulância, Larry encontra Helen chorando na escada de incêndio.

Ele tenta confortá-la com álcool, mas impacientemente lhe afirma que suas necessidades estão em primeiro lugar. Assim, ele confessa que está planejando abrir seu próprio negócio e que acredita que ela pode se tornar uma grande estrela. Embora se ofereça para cuidar dela, ele evita falar em amor, fazendo-a perceber que seu bem-estar sempre estará em segundo plano para ele.

No Blue Dragon, onde Helen e Dolly trabalham, Larry tenta convencer o gerente a comprar licor diretamente dele, ignorando Whitey. Durante uma apresentação de Helen, em que ela canta em cima de um piano, pela primeira vez, uma pose que se tornará sua marca registrada, Whitey e seus capangas chegam e espancam Larry. Em retaliação, Larry informa à polícia que há licor nas instalações e sai em seguida. Naquela noite, agentes federais chegam ao Blue Dragon e prendem todos.

Não tendo mais ninguém a quem recorrer, Helen telefona para Russell, que obtém sua soltura e começa a namorá-la. Assim, Helen começa uma carreira de canto moderadamente bem sucedida no Village e não vê Larry novamente até o dia em que ele aparece no Café onde Dolly e Benny estão comemorando seu noivado. Feliz com a segurança emocional que Russell lhe oferece, Helen se entristece ao descobrir que ele é casado, apesar de sua explicação de que seu casamento é apenas uma amizade platônica.

Embora seu caso com Larry tenha terminado, certo dia Helen o encontra esperando por ela em seu quarto, ocasião em que ela tenta resistir aos seus sentimentos por ele, mas ele a convence de que eles estão "presos" um ao outro. Mais tarde, ele pede a Russell para financiar uma boate respeitável em que Helen possa se apresentar e ganhar uma porcentagem sobre os lucros, e que ele possa gerenciar. Querendo dar segurança à Helen, Russell concorda em ser um parceiro silencioso.

Na noite da estreia, o "The Helen Morgan Club" atrai uma multidão, bem como Whitey, que ameaça fechar o clube. Enquanto isso, Russell traz o produtor da Broadway, Florenz Ziegfeld, que convida Helen a interpretar o papel de "Julie" em sua próxima peça musical, “Show Boat”. Alguns meses depois, o desempenho de Helen é altamente elogiado. Durante uma festa, a namorada ciumenta de Whitey fofoca ao dizer que Russell colocou dinheiro em seu Clube. Preocupada, Helen o procura e ele, relutantemente, admite que queria ajudá-la.

Acreditando que Larry a usou para obter o apoio financeiro de Russell, ela o procura e lhe diz que ama Russell. Larry a esbofeteia e sai em seguida. Infeliz, Helen se apresenta todas as noites no teatro e no Clube, passa a beber bastante e a tomar pílulas para dormir. Enquanto isso, a esposa de Russell, preocupada com o fato de seu nome estar relacionado ao de Helen nas colunas de fofocas, o que a afetará negativamente, exige que Helen fique longe de seu marido, advertindo-a de que nunca concederá seu divórcio.

Helen, tristemente, percebe que deve desistir de seu "melhor amigo". Depois que seu Clube é atacado e vandalizado por agentes federais, Larry encontra Helen bebendo sozinha e lhe fala de seus planos para uma "Helen Morgan Summerhouse". Sentindo-se ainda insegura, ela embarca em uma turnê, durante a qual se apresenta nas principais cidades européias.

Embora sua turnê seja bem-sucedida, o crash da bolsa de valores de 1929 a deixa bastante preocupada do ponto de vista financeiro. Por outro lado, Benny e Dolly agora possuem uma boate, a “Golden Spoon”, que igualmente passa por dificuldades face à depressão. Como Benny está enfrentando dificuldades financeiras, Larry o convence a ajudá-lo a roubar o armazém de Whitey, mas o assalto é um fracasso e Larry termina baleado. Pouco depois, Helen recebe uma ligação de Benny, informando-lhe que Larry se encontra escondido da polícia na “Golden Spoon”, à beira da morte. Ao vê-lo, ela teme por sua vida e toma a difícil decisão de pedir uma ambulância, sabendo que o médico irá denunciá-lo à polícia.

Mais tarde, na prisão, Larry recusa o suborno de um repórter para falar sobre a conexão entre Helen e Russell, que agora é uma figura de destaque nos círculos políticos e legais. A carreira de Helen declina quando, numa de suas apresentações, ela se apresenta embriagada. Preocupado, Russell a encontra bebendo em um bar do Harlem, mas é incapaz de parar com sua autodestruição. Mais tarde, em outro bar, ela é ridicularizada ao ouvir uma de suas gravações e afirmar ser a famosa Helen Morgan.

Ao desmaiar na rua, ela é levada para o Hospital Bellevue onde, sofrendo de delirium tremens e más lembranças, ela pede a presença de Larry. Este a visita, exortando-a a lutar e, pela primeira vez, confessa que a ama, enquanto um simpático policial, que é sua fã, o aguarda para levá-lo de volta à prisão de Sing Sing. Algum tempo depois, quando ele deixa a prisão, Larry a procura para reafirmar seu amor por ela, ocasião em que a leva até o prédio que abriga o antigo “The Helen Morgan Club”, onde seus amigos a esperam para um brinde.

imagem

Comentários

Realizado pelo cineasta Michael Curtiz, a partir de um roteiro escrito por Nelson Gidding, S. Longstreet, Oscar Saul e Dean Riesner, “Com Lágrimas na Voz” é um filme norte-americano produzido pela Warner Brothers em 1957. Sua trama tem por base a conturbada vida e a carreira da atriz e cantora norte-americana, Helen Morgan.

Na direção, Curtiz realiza um bom trabalho, marcado por uma boa dose de momentos dramáticos. Merece ainda destaque a bela fotografia em CinemaScope, assinada por Ted McCord. No elenco, Ann Blyth brilha no papel principal, seguida pelas boas atuações de Paul Newman e Richard Carlson.

CAA